Informações

Como um software pode ajudar a diagnosticar esquizofrenia

Por
28/08/2015 às 12h55

A esquizofrenia é um transtorno mental crônico que, pelo menos nas fases iniciais, é de difícil diagnóstico. Às vezes dois especialistas no assunto podem chegar a conclusões diferentes sobre o mesmo paciente. É por isso que a IBM está trabalhando em um software que pode ajudar nesse trabalho. Instituições como a Universidade de Columbia, a Universidade de Buenos Aires e a Universidade Federal de Pernambuco fazem parte do projeto.

Uma das principais características da esquizofrenia é a perda do contato com a realidade. A pessoa pode relatar histórias desconexas, conversar sozinha (muitas vezes acreditando estar falando com outras pessoas) ou pensar que está sendo perseguida, por exemplo.Mas essas são manifestações normalmente associadas às fases mais avançadas do problema. Os sintomas iniciais são mais discretos. A pessoa pode apresentar apatia, problemas de memória, inquietação, descontrole emocional, entre outros. Como esses sintomas também podem ser identificados em outros transtornos mentais — como depressão —, não é tarefa fácil relacioná-los à esquizofrenia.

Cérebro

Com o devido tratamento e acompanhamento médico regular, a pessoa que sofre do problema pode estudar, trabalhar, namorar, enfim, realizar praticamente qualquer atividade de seu interesse. Para resultados mais eficazes, o tratamento deve começar o quanto antes, daí a importância do diagnóstico precoce.

Esse aspecto ganha ainda mais relevância se levarmos em conta que boa parte dos casos acontece em pessoas com idade entre 15 e 45 anos — indivíduos que estão em plena fase produtiva.

Qualquer pessoa suscetível a ter esquizofrenia tende a apresentar diferenças na estrutura de suas falas, ainda que discretas. É comum psicólogos e psiquiatras prestarem atenção no padrão de fala de seus pacientes justamente porque essa análise pode dar pistas importantes sobre o problema da pessoa.

É nesse ponto que o software entra em ação. Os pesquisadores testaram por dois anos e meio um programa de análise de fala que foi capaz de identificar com precisão quais dos 34 pacientes que fizeram parte do teste desenvolveriam esquizofrenia.

Guillermo Cecchi, um dos responsáveis pelo estudo, frisa que os indivíduos com risco de desenvolver esquizofrenia podem apresentar rompimentos bruscos do significado de uma sentença em relação à próxima quando entrevistados.

“Quando as pessoas falam, elas podem dizer frases curtas e simples. Ou elas podem falar em sentenças mais longas e complexas, adicionando orações mais elaboradas que descrevem a ideia principal”, explica Cecchi. “As medidas de complexidade e coerência são separadas, não estando uma relacionada com a outra. Entretanto, frases simples e incoerência semântica andam juntas na esquizofrenia”, completa.

Um profissional experiente pode detectar esses rompimentos bruscos nas falas, mas como o problema nem sempre é frequente, a menor distração do médico pode fazer o sinal passar livre. A natureza lógica do computador, porém, não deixa o detalhe escapar.

Softwares para avaliar ou auxiliar na detecção de esquizofrenia já foram testados antes, mas tendo como parâmetro de comparação padrões de fala de familiares ou de pessoas sem transtornos mentais.

Cérebro

Já o software desenvolvido pela IBM e as instituições parceiras não depende disso. As transcrições das entrevistas são pré-processadas com o Natural Language Toolkit para permitir análises de frases. É nesse sofisticado processo que incoerências são detectadas.

Os resultados impressionaram. As avaliações por vias tradicionais sobre os mesmos pacientes resultaram em 79% de precisão. O software acertou 100%. Mas, veja, a ferramenta está sendo desenvolvida para facilitar o diagnóstico. Quem vai definir se a pessoa tem ou não esquizofrenia é e continuará sendo o médico.

Apesar dos resultados positivos, ainda não dá para tornar o software um exame padrão. A amostragem de 34 pacientes é muito pequena, por isso, os pesquisadores precisam testar a ferramenta com mais gente. Além disso, o sistema só funciona em inglês. Como cada idioma tem suas particularidades, pode levar bastante tempo para a análise de fala por computador estar amplamente disponível.

Em etapas posteriores, softwares do tipo poderão considerar aspectos como entonação, volume da voz e dicção. São avanços importantes. A computação tem contribuído sobremaneira para vários tratamentos médicos relacionados ao corpo. Que a tecnologia possa também trazer avanços para a área de saúde mental.

Com informações: Mashable, The Atlantic

Fonte:https://tecnoblog.net/184230/software-fala-diagnostico-esquizofrenia/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Click to comment

Deixe uma resposta

Most Popular

To Top